quinta-feira, 23 de julho de 2015

Minha experiência com a Depressão, Transtorno de Ansiedade e a síndrome de boderline



Estou escrevendo esse texto como intenção de desabafo, sobre dificuldades que eu passei, quem me conhece sabe que minha vida é um livro fechado e que odeio contar minhas coisas, especialmente meus planos, raramente confio em alguém, e se confio e perco a confiança, uma chance de recuperar de novo é 0.01%, sou assim mesmo e não mudarei isso.

Eu mesma montei esse diário porque é nele que vou recomeçar minha vida, quem participou dos meus últimos anos sabe que foram um pouco complicados.

Eu sair de uma depressão leve em 2011, tipo consegui me recuperar com a entrada em uma faculdade pública o que me fez reviver, em 2011 comecei a namorar com uma pessoa que eu achei que não era real, por ser muito diferente de várias pessoas que connheci , por ser uma pessoa com um coração puro , por ser uma pessoa rara, em 2011 um anjo entrou na minha vida , minha gatinha que é como um filha para mim , a Maggie , essa gata é a chave da minha sobrevivência, ela é meu anjo , minha razão de viver.

Em 2012  com a pressão da faculdade e do curso técnico acabei tendo muita dificuldades na minha vida, comecei a surtar, por vários motivo, afinal a faculdade não é igual ao ensino médio, parece que você tem que dar sua vida praticamente por cada matéria e se você não se concentra consegue zuar o semestre inteiro.Foi nisso que começou a zuar a bagaça, não consegui me concentrar , não conseguia ser produtiva, isso acabava comigo o que começou a ficar pesado para mim e eu comecei a ficar depressiva

Em 2013 parece que tava voltando a ficar depressiva e eu não queria passar por isso , percebi que minha concentração tava piorando e foi quando decidi procurar ajuda psicológica e fui atrás de especialistas.Foi nisso que mudou um pouco minha vida, descobri que tenho problema psicológico, que no meu caso é o transtorno de ansiedade generalizada, no começo eu não conseguia aceitar, eu escondia , porque foi um choque para mim, com o passar do tempo e minhas atitudes fizeram perceber que isso não surgiu do nada , pois com as idas a psicologa eu pude perceber que isso foi gerado desde que eu tava na barriga da minha mãe.

Tive que começar a aceitar como eu sou, pois sei que não posso mudar quem sou eu , e que terei que me aceitar

Em 2014 tive um dos piores anos do meu cotidiano , minha  vida mudou completamente , era pra eu ter terminado até a faculdade, mas tive algumas barreiras que prolongaram minha faculdade, nesse ano consegui entrar e depressão de novo, voltar a sofrer com a síndrome de bordeline e tentar encarar a vida com o transtorno de ansiedade.

Finalmente o ano de 2014 estava indo embora, mas ele ainda havia deixado algumas consequências, afinal perdi 12 kilos em um mês de 2014 os quais ainda não consegui recuperar ¬¬, isso agravou um pouco minha saúde afinal também descobri que tenho imunidade baixa e qualquer pequena doença pode me derrubar.

Chegou 2015 , o ano de mudanças , o ano que eu decidi que precisava me recuperar, e era o semestre que eu havia decidido me desligar de tudo , e iria me concentrar apenas nos estudos e no famoso trabalho  de conclusão de curso, como prefiro chamar de tortura de  conclusão de curso, porque é uma tortura isso , todo mundo se apavora com o tcc , e digo ele é pior do que se imagina é mais torturante do que se pensa, ai você se concentra apenas nisso e esquece de viver, e vc ainda tem mais 8 matérias para fazer ao mesmo tempo com medo de perder a vaga na faculdade pública, fora o tormento de tentar passar numa matéria chamada estruturas de dados que não minha opnião essa matéria foi escrita no inferno , porque é uma matéria do capeta mesmo ahuahuaha, com o tcc entregue e faltando algumas matérias para eliminar você ainda tem que apresentar o tcc , uma pessoa super ansiosa, que tem muita vergonha fica como nisso né ? No dia tive que tomar suco de maracujá, chá de camomila e calmante para não consegui travar e com o nervoso ao mesmo tempo de ficar sabendo que seu contrato de estágio não será renovado.Mas mesmo com tudo isso eu consegui, fui forte o bastante eu eliminei as matérias , todas elas , passei no tcc e sobrevivi , me sinto forte, pois eu estava com depressão nessa época e vi que tem como lutar é só persistir.

Já estamos na metade de 2015 e mesmo com todas essas conquistas eu ainda estou com depressão , talvez não pareça quem me ver todo dia, mas é porque depressão é uma doença complicada e eu tenho vários picos , hoje posso está super feliz e amanhã posso está chorando querendo machucar meu corpo com pensamentos suicidas, é complicado , é preciso ter muito alto controle e nem sempre consigo isso, agora os motivos que me causam isso ? vários, e não quero nenhum idiota falando que não tem motivo , por que eu ainda não me curei e isso leva tempo, até a alimentação prejudica demais, tipo se eu tomo coca - cola ficou muito ruim mesmo , tanto que a última vez que tomei passei muito mal e não consegui parar de ficar ruim , tentei "me apagar" com suco de maracujá , mas não consegui.

Mas enfim com tudo isso decidi  recomeçar como escrever em um diário, deixar para trás tudo que foi ruim, ser mais forte, hora de mudar, terei que conviver com tudo isso , depressão, transtorno de ansiedade e lutando contra a síndrome de bordeline , fazendo coisas que me fazem  sentir-se bem , tipo recentemente voltei para o Educafro pois estava afastada e isso está me mantendo "viva" , voltei a assistir seriados , comecei a mexer com artes , a fazer as coisas no meu tempo , escrever histórias, quero voltar a escrever e sem que no final de tudo isso, sei que estarei melhor, fazer coisas que eu realmente gosto.

E sei que estou viva por ter pessoas que me ajudaram , me apoiaram e não desistiram de mim e isso é importante para minha vida.....

E sei que a cada dia que eu consegui viva , vai ser um dia a mais que estou lutando e enquanto eu tiver lutando sei que estou viva.......

Sei que é possível lutar e que nunca desistir é a melhor solução





   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela Visita..